22 de abril de 2015

Aulas de arte e Orientação aos estudos.

Olá galera,

Teremos em nossa escola aulas que serão diferentes das que estamos acostumados: Aulas de teatro, Dança, Sustentabilidade e Orientação aos estudos.
A partir do mês de abril serão formadas turmas para essas novas disciplinas que serão ministradas no ensino fundamental e acontecerão no contra turno, isto é, se realizarão no período da manhã já que as aulas regulares do fundamental acontecem no período da tarde.

O processo já começou com a seleção dos professores.

Quem estiver interessado fique atento, pois, logo a escola divulgará para os alunos para serem montadas as turmas,

  

16 de abril de 2015

Clube do Livro do Leme

Galera,
Em 07/04/2015 foi fundado em nossa escola o Clube do Livro, quem quiser participar, procure o pessoal do Grêmio de nossa escola.


Representantes do Clube do Livro, reunião do dia 14/04/2015.

14 de abril de 2015

Bandeira da Estônia


Estônia - País do leste europeu - ex-integrante da União Soviética - URSS - hoje faz parte do MCE - Mercado Comum Europeu - possui um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de 0,840 ( o Brasil tem um IDH de 0,744).

Visita Comitiva da Estônia no Leme

Olá Pessoal,

Dia 11 de agosto de 2015 receberemos em nossa escola uma delegação de estudantes da Estônia, a visita iniciará às 9h00 - Das 9h30 às 10h30 apresentação sobre cultura brasileira, evento este que será realizado pelos alunos da escola.
Das 10h30 às 11h30 Apresentação dos competidores sobre suas ocupações no Brasil.
Das 11h30 às 12h - Troca de presentes e encerramento com lanche.

Serão várias delegações de países diferentes que visitarão o Brasil - Macau (China), Mongólia, Letônia, Holanda, Estônia, China e Suíça, entre outros.

Acontecerá ainda uma visita ao Parque do Anhembi dos alunos do 6º ao 9º ano do ensino Fundamental dos anos finais e 1ª Série do ensino Médio, onde se realizarão as provas de gincanas pelas delegações dos países presentes no Brasil.


10 de abril de 2015

A banda estoniana Vanilla Ninja do país que nos enviará representantes à nossa escola, serão alunos que representarão esta nação do leste europeu.


8 de abril de 2015

Normas de convivência da escola

Olá pessoas,
Como sabemos não há como viver em sociedade sem regras, até para atravessar a rua precisamos de regras, na nossa escola temos algumas para que a convivência seja de responsa,
Veja:

EE PROF JOAQUIM LEME DO PRADO
NORMAS DE CONVIVÊNCIA – 2015

 Os alunos têm os seguintes deveres e responsabilidades:
·                    Frequentar a escola, regular e pontualmente, devendo estar devidamente uniformizado, realizando os esforços necessários para progredir nas diversas áreas de sua educação;
·                    Estar preparado para as aulas e manter adequadamente livros e demais materiais escolares de uso pessoal ou comum coletivo;
·                    Não será permitida a saída de alunos nas trocas de aula e durante as aulas sem a autorização dos professores;
·                    Será permitida a saída da sala de aula, nas 2ª e 5ª aulas, com a autorização do professor, salvo as exceções;
·                    Ser respeitoso e cortês para com colegas, diretores, professores, funcionários e colaboradores da escola, independentemente de idade, sexo, raça, cor, credo, religião, origem social, nacionalidade, condição física ou emocional, deficiências, estado civil, orientação sexual ou crenças políticas;
·                    Contribuir para a criação e manutenção de um ambiente de aprendizagem colaborativo e seguro, que garanta o direito de todos os alunos de estudar e aprender;
·                    Abster-se de condutas que neguem, ameacem ou de alguma forma interfiram negativamente no livre exercício dos direitos dos membros da comunidade escolar;
·                    Respeitar e cuidar dos prédios, equipamentos e símbolos escolares, ajudando a preservá-los e respeitando a propriedade alheia, pública ou privada;
·                    Compartilhar com a direção da escola informações sobre questões que possam colocar em risco a saúde, a segurança e o bem-estar da comunidade escolar;
·                    Utilizar meios pacíficos na resolução de conflitos;
·                    Ajudar a manter o ambiente escolar livre de bebidas alcoólicas, drogas lícitas e ilícitas, substâncias tóxicas e armas;
·                    Manter pais ou responsáveis legais informados sobre os assuntos escolares, sobretudo sobre o progresso nos estudos, os eventos sociais e educativos previstos ou em andamento, e assegurar que recebam as comunicações a eles encaminhadas pela equipe escolar, devolvendo-as à direção em tempo hábil e com a devida ciência, sempre que for o caso.
·                    Na última aula, colaborar com a  organização das cadeiras colocando-as em fileiras e em cima das carteiras, facilitando assim a limpeza das salas de aula.
Os alunos têm os seguintes direitos:
·                    Usufruir de um ambiente de aprendizagem apropriado e incentivador, livre de discriminação, constrangimentos ou intolerância;
·                    Receber atenção e repeito de colegas, professores, funcionários e colaboradores da escola, independente de idade, sexo, raça, cor, credo, religião, origem social, nacionalidade, deficiências, estado civil, orientação sexual ou crenças políticas;
·                    Receber informações sobre as aulas, programas disponíveis na escola e oportunidades de participar de projetos especiais;
·                    Receber informações sobre seu progresso educativo, bem como participar de avaliações periódicas, de maneira informal ou por instrumentos oficiais de avaliação de rendimento;
·                    Ser notificado, com a devida antecedência, sobre a possibilidade de ser encaminhado para programa de recuperação, em razão do aproveitamento;
·                    Ser notificado sobre a possibilidade de recorrer em caso de reprovação escolar;
·                    Ter a garantida a confidencialidade das informações de caráter pessoal ou acadêmica registradas e armazenadas pelo sistema escolar, salvo em casos de risco ao ambiente escolar ou atendimento a requerimento de órgãos oficiais competentes;
·                    Organizar, promover e participar do grêmio estudantil;
·                    Participar da publicação de jornais ou boletins informativos escolares, desde que produzidos com responsabilidade e métodos jornalísticos, que reflitam a vida na escola ou expressem preocupações e pontos de vista dos alunos;
·                    Promover a circulação de jornais, revistas ou literaturas na escola, em qualquer dos veículos de mídia disponíveis, desde que observados os parâmetros definidos pela escola no tocante a horários, locais e formas de distribuição ou divulgação, sendo proibida a veiculação de conteúdos difamatórios, obsenos, preconceituosos, racistas, discriminatórios, comerciais, de cunho partidário ou de organizações paramilitares, que promovam a apologia ao crime ou a atos ilícitos ou estimulem a sua prática ou cuja distribuição perturbe o ambiente escolar,  incite à desordem ou ameace a segurança ou os direitos fundamentais do cidadão;
·                    Afixar avisos no mural, sempre acatando os regulamentos estabelecidos pela escola, sendo proibida a veiculação de conteúdos difamatórios, obsenos, preconceituosos, racistas discriminatórios, comerciais, de cunho partidário ou de organização paramilitares, que promovam a apologia ao crime ou a atos ilícitos ou estimulem a sua prática, que perturbem o ambiente escolar, incitem à desordem ou ameacem a segurança ou os direitos fundamentais do cidadão;
·                    Ter assegurados o ingresso e a posse de materiais de uso pessoal na escola, exceto nos casos em que representem perigo para si ou para os outros, ou que perturbem o ambiente escolar;
·                    Ser tratado de forma justa e cordial por todos os integrantes da comunidade escolar, sendo assegurado a ele:
1-   Ser informado sobre as condutas consideradas apropriadas e quais as que podem resultar em sanções disciplinares, para que tome ciência das possíveis consequências de suas atitudes em seu rendimento escolar e no exercício dos direitos previstos neste Regimento;
2-   Ser informado sobre procedimentos para recorrer de decisões administrativas sobre seus direitos e responsabilidades, em conformidade com o estabelecido neste Regimento;
3-   Estar acompanhado, quando menor, por seus pais ou responsáveis em reuniões e audiências que tratem de seus interesses quanto a desempenho escolar, ou em procedimentos administrativos que possam resultar em sua transferência compulsória da escola.
É proibido ao aluno:
·                    Ausentar-se das aulas ou dos prédios escolares, sem prévia justificativa ou autorização da direção ou dos professores da escola;
·                    Ter acesso, circular ou permanecer em locais restritos do prédio escolar;
·                    Utilizar, sem a devida autorização, computadores, aparelhos de fax, telefones ou outros equipamentos e dispositivos eletrônicos de propriedade da escola;
·                    Utilizar, em salas de aula ou demais locais de aprendizado escolar, equipamentos eletrônicos como telefones celulares, pagers, jogos portáteis, tocadores de música ou outros dispositivos de comunicação e entretenimento que perturbem o ambiente escolar ou prejudiquem o aprendizado;
·                    Usar boné nas dependências da escola;
·                    Ocupar-se, durante a aula, com qualquer atividade que lhe seja alheia;
·                    Comportar-se de maneira a perturbar o processo educativo, como, por exemplo, fazendo barulho excessivo em classe, na biblioteca ou nos corredores da escola;
·                    Desrespeitar, desacatar ou afrontar diretores, professores, funcionários ou colaboradores da escola;
·                     Fumar, dentro da escola;
·                    Comparecer à escola sob efeito de substâncias nocivas à saúde e à convivência social;
·                    Expor ou distribuir materiais dentro do estabelecimento escolar que violem as normas ou políticas oficialmente definidas pela Secretaria Estadual da Educação ou pela escola;
·                    Exibir ou distribuir textos, literatura ou materiais difamatórios, racistas ou preconceituosos, incluindo a exibição dos referidos materiais na internet;
·                    Violar as políticas adotadas pela Secretaria Estadual da Educação no tocante ao uso da internet na escola, acessando-a, por exemplo, para violação de segurança ou privacidade, ou para acesso a conteúdo não permitido ou inadequado para a idade e formação dos alunos;
·                    Danificar ou adulterar registros e documentos escolares, através de qualquer método, inclusive o uso de computadores ou outros meios eletrônicos;
·                    Incorrer nas seguintes fraudes ou práticas ilícitas nas atividades escolares:
·                    Plagiar, ou seja, apropriar-se do trabalho de outro e utilizá- lo como se fosse seu, sem dar o devido crédito e fazer menção ao autor, como no caso de cópia de trabalhos de outros alunos ou de conteúdos divulgados pela internet ou por qualquer outra fonte de conhecimento.
·                    Danificar ou destruir equipamentos, materiais ou instalações escolares; escrever, rabiscar ou produzir marcas em qualquer parede, vidraça, porta ou quadra de esportes dos edifícios escolares;
·                    Intimidar o ambiente escolar com bomba ou ameaça de bomba;
·                    Ativar injustificadamente alarmes de incêndio ou qualquer outro dispositivo de segurança da escola;
·                    Empregar gestos ou expressões verbais que impliquem insultos ou ameaças a terceiros, incluindo hostilidade ou intimidação mediante o uso de apelidos racistas ou preconceituosos;
·                    Emitir comentários ou insinuações de conotação sexual agressiva ou desrespeitosa, ou apresentar qualquer conduta de natureza sexualmente ofensiva;
·                    Estimular ou envolver-se em brigas, manifestar conduta agressiva ou promover brincadeiras que impliquem risco de ferimentos, mesmo que leves, em qualquer membro da comunidade escolar;
·                    Produzir ou colaborar para o risco de lesões em integrantes da comunidade escolar, resultantes de condutas imprudentes ou da utilização inadequada de objetos cotidianos que podem causar danos físicos, como isqueiros, fivelas de cinto, guarda-chuvas, braceletes etc.;
·                    Comportar-se, no transporte escolar, de modo a representar risco de danos ou lesões ao condutor, aos demais passageiros, ao veículo ou aos passantes, como correr pelos corredores, atirar objetos pelas janelas, balançar o veículo etc.;
·                    Provocar ou forçar contato físico inapropriado ou não desejado dentro do ambiente escolar;
·                    Ameaçar, intimidar ou agredir fisicamente qualquer membro da comunidade escolar;
·                    Participar, estimular ou organizar incidente de violência grupal ou generalizada;
·                    Apropriar-se de objetos que pertencem a outra pessoa, sem a devida autorização, ou sob ameaça;
·                    Incentivar ou participar de atos de vandalismo que provoquem dano intencional a equipamentos, materiais e instalações escolares ou a pertences da equipe escolar, estudantes ou terceiros;
·                    Consumir, portar, distribuir ou vender substâncias controladas, bebidas alcoólicas ou outras drogas lícitas ou ilícitas no recinto escolar;
·                    Portar, facilitar o ingresso ou utilizar qualquer tipo de arma, ainda que não seja de fogo, no recinto escolar;
·                    O não cumprimento dos deveres e a incidência em faltas disciplinares poderão acarretar ao aluno as seguintes medidas disciplinares:
I - Advertência verbal;
II- Retirada do aluno de sala de aula ou atividade em curso e encaminhamento à diretoria para orientação;
III- Comunicação escrita dirigida aos pais ou responsáveis;
IV- Suspensão temporária de participação em visitas ou demais programas extracurriculares;
V- Suspensão por até 5 dias letivos;
VI- Suspensão pelo período de 6 a 10 dias letivos;
VII- Transferência compulsória para outro estabelecimento.
 As medidas disciplinares deverão ser aplicadas ao aluno em função da gravidade da falta, idade do aluno, grau de maturidade e histórico disciplinar, comunicando-se aos pais ou responsáveis.
§ 2º. As medidas previstas nos itens I e II serão aplicadas pelo professor ou diretor;
§ 3º.  As medidas previstas nos itens III, IV e V serão aplicadas pelo diretor;
§ 4º. As medidas previstas nos itens VI e VII serão aplicadas pelo Conselho de Escola.
§ 5º. Quaisquer que sejam as medidas disciplinares a que estiver sujeito o aluno, a ele será sempre garantido o amplo direito de defesa e o contraditório.


A Direção

1 de abril de 2015

Fundação do Clube do Livro do Leme do Prado em 31/03/2015

Olá meus caros,

Dia 31/03/2015 foi fundado aqui na nossa escola o CLUBE DO LIVRO, que terá suas reuniões periódicas todas as terças feiras a partir das 12H30min. O primeiro livro a ser lido e analisado pelos membros do clube será Percy Jackson e o Ladrão de Raios, obra esta escolhida pelos próprios alunos.


31 de março de 2015

A Revolução dos Bichos - George Orwell

O livro do mês da E.E.Leme do Prado é A Revolução dos Bichos do escritor britânico George Orwell. A obra retrata o comportamento do ser humano frente ao poder, uma vez que o autor conta uma história que se passa em uma fazenda onde o proprietário era cruel e levava os bichos a trabalharem exageradamente sem alimentação e sem descanso, eis que acontece uma revolução e os bichos tomam o poder na fazenda, a partir daí acontece uma série de mudanças de comportamentos dos bichos que comandam a revolução. Leiam - VALE A PENA!!

29 de julho de 2014

Grêmio - RESULTADO FINAL

Complementando as postagens anteriores dos dias 23 e 24 de Julho, aqui estão os resultados finais das eleições do grêmio estudantil, realizadas no dia 24.


Portanto da Chapa vencedora é Revolução!

25 de julho de 2014

Grêmio - Apuração terminando

Faltando apenas a apuração dos números da votação da tarde de ontem para finalizar o resultado das eleições do grêmio estudantil do Leme do Prado. Enquanto isso, algumas imagens dos jovens em atividade eleitoral.










24 de julho de 2014

Grêmio - Apuração parcial das eleições

Realizadas nos períodos da manhã e à tarde, nesta quinta-feira, o comparecimento dos alunos e a votação foram considerados plenamente satisfatórios.
Quatro chapas concorreram: FORÇA JOVEM, GERAÇÃO D, NOVA ORDEM e REVOLUÇÃO  e seus líderes apresentaram planos de trabalhos que vão de princípios genéricos como:
  • Vontade de mudança;
  • Inovação;
  • Adquisição de experiência com eleições;
  • Ação por melhorias para a escola e para a comunidade;
  • Participação efetiva do jovem nas sugestões de melhoria;
Até objetivos específicos, como:
  • Investir numa ação de melhoria do comportamento dos alunos que inicial o ensino fundamental;
  • Promover ações para melhoria do visual da Escola;
  • Apoiar a administração da Escola;
  • Criar eventos para arrecadação de fundos para melhorias;
  • Criar grupos de teatro
  • Colaborar na manutenção da Escola, com palestras e ações efetivas;
Esse resumo de intenções foi colhido junto aos seguintes alunos, líderes das chapas concorrentes: Vinicius e Alyster do 1º H, representando a Chapa NOVA ORDEM; Nicoli, do 2º D, representando a GERAÇÃO D; Dominique, representando a Chapa FORÇA JOVEM; e Caique, do 2º A, representando a Chapa REVOLUÇÃO.
A seguir, peças criadas para a realização das eleições: uma "cola" elaborada pela Chapa REVOLUÇÃO e a Lista de Presença elaborada pelos organizadores do evento "Eleições". E também o resultado parcial, com números apenas das votações do período da manhã. 

23 de julho de 2014

Eleições do Grêmio





Eleições do Grêmio da Escola Estadual Joaquim Leme do Prado
Dia 24 de Julho de 2014 (quinta-feira) a partir dos primeiros horários de aula.
Vejam as chapas que concorrem:

22 de março de 2014

Grêmio, uma ideia a ser pensada!

Quem sabe agora não chegou a hora de pensar em um grêmio para esta Escola.
Entre as atribuições de um grêmio estudantil estão:
- Fomentar a integração e o envolvimento dos alunos com o corpo docente e com os funcionários;
- Desenvolver o espírito de solidariedade e cooperação entre os estudantes e a escola;
- Permitir que os alunos discutam, criem e fortaleçam inúmeras possibilidades de ação tanto no ambiente escolar como na comunidade;
- Contribuir na construção da comunidade escolar;
- Estimular a participação e o engajamento de todos os alunos nas atividades e projetos na escola.

Os alunos que participam de organizações como o grêmio estudantil são estimulados a promover a interação entre eles, com toda a escola, família e comunidade. Os estudantes desenvolvem o espírito do protagonismo juvenil e  perfis de liderança no ambiente escolar.

29 de outubro de 2013

Atleta Campeão de Decatlo

Que visita pra lá de especial! Parabéns professora Marcia Caccia Rosalem, descobridora de talentos. Que o Leme e o mundo tenham muito mais Carlos Chinin.

AFRICANIDADES!!!

22 de outubro de 2013

Feira Cultural - AFRICANIDADES!!!

O Leme do Prado parabeniza a todos pela dedicação, comprometimento, responsabilidade e carinho com que realizaram a feira cultural.Graças a tudo isso o sucesso foi garantido!!! Em breve colocaremos as fotos.

1 de outubro de 2013

ATENÇÃO!!!

O conselho de classe do 3º bimestre será realizado no dia 07.10 e não haverá aula.

Projeto Africanidades

Fiquem por dentro!!! O projeto africanidades conta com a participação de toda a escola e visa acrescentar mais informações sobre a cultura africana e será finalizado no dia 18.10 com a presença de todos os alunos e 19.10 para pais, responsáveis e todas a comunidade.
Contamos com a sua presença!!!

SARESP

O Leme do Prado reuniu seu corpo docente para a análise do SARESP. O Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo - SARESP- prevê, além das provas que avaliam o desempenho dos alunos em disciplina específicas, a aplicação de questionários de contexto para caracterizar o perfil de gestores das escola, alunos e pais, atores principais do contexto educativo escolar.

17 de setembro de 2013

Aula de reposição de Ciências 8ª série - 17/09

Ler o texto e resumir com suas palavras
A poluição do ar e a nossa saúde 
Como já vimos, a camada de ar que fica em contato com a superfície da Terra recebe o nome de troposfera que tem uma espessura entre 8 e 16 km. Devido aos fatores naturais, tais como as erupções vulcânicas, o relevo, a vegetação, os oceanos, os rios e aos fatores humanos como as indústrias, as cidades, a agricultura e o próprio homem, o ar sofre, até uma altura de 3 km, influências nas suas características básicas.
Todas as camadas que constituem nossa atmosfera possuem características próprias e importantes para a proteção da terra. Acima dos 25 km, por exemplo, existe uma concentração de ozônio (O3) que funciona como um filtro, impedindo a passagem de algumas radiações prejudiciais à vida. Os raios ultravioletas que em grandes quantidades poderiam eliminar a vida são, em boa parte, filtrados por esta camada de ozônio. A parcela dos raios ultravioletas que chegam a terra é benéfica tanto para a eliminação de bactérias como na prevenção de doenças. Nosso ar atmosférico não foi sempre assim como é hoje, apresentou variações através dos tempos. Provavelmente o ar que envolvia a Terra, primitivamente, era formado de gás metano (CH4), amônia (NH3), vapor d’água e hidrogênio (H2). Com o aparecimento dos seres vivos, principalmente os vegetais, a atmosfera foi sendo modificada. Atualmente, como já sabemos, o ar é formado de aproximadamente 78% de nitrogênio (N2), 21% de oxigênio, 0,03% de gás carbônico (CO2) e ainda gases nobres e vapor de água. Esta composição apresenta variações de acordo com a altitude.

Fatores que provocam alterações no ar

A alteração na constituição química do ar através dos tempos indica que o ar continua se modificando na medida em que o homem promove alterações no meio ambiente. Até agora esta mistura gasosa e transparente tem permitido a filtragem dos raios solares e a retenção do calor, fundamentais à vida. Pode-se dizer, no entanto, que a vida na Terra depende da conservação e até da melhoria das características atuais do ar.

Os principais fatores que têm contribuído para provocar alterações no ar são:
  • A poluição atmosférica pelas indústrias, que em algumas regiões já tem provocado a diminuição da transparência do ar;
  • o aumento do número de aviões supersônicos que, por voarem em grandes altitudes, alteram a camada de ozônio;
  • os desmatamentos, que diminuindo as áreas verdes causam uma diminuição na produção de oxigênio;
  • as explosões atômicas experimentais, que liberam na atmosfera grande quantidade de gases, de resíduos sólidos e de energia;
  • os automóveis e indústrias, que consomem oxigênio e liberam grandes quantidades de monóxido de carbono (CO) e dióxido de carbono (CO2).
Todos estes fatores, quando associados, colocam em risco o equilíbrio total do planeta, podendo provocar entre outros fenômenos, o chamado efeito estufa, que pode provocar um sério aumento da temperatura da terra, o que levará a graves conseqüências.

O Efeito Estufa
Graças ao efeito estufa, a temperatura da Terra se mantém, em média, em torno de 15ºC, o que é favorável à vida no planeta. Sem esse aquecimento nosso planeta seria muito frio.
O nome estufa tem origem nas estufas de vidro, em que se cultivam certas plantas, e a luz do Sol atravessa o vidro aquecendo o interior do ambiente. Apenas parte do calor consegue atravessar o vidro, saindo da estufa. De modo semelhante ao vidro da estufa, a atmosfera deixa passar raios de Sol que aquecem a Terra. Uma parte desse calor volta e escapa para o espaço, atravessando a atmosfera, enquanto outra parte é absorvida por gases atmosféricos (como o gás carbônico) e volta para a Terra, mantendo-a aquecida.
No entanto desde o surgimento das primeiras indústrias, no século XVIII, tem aumentado a quantidade de gás carbônico liberado para a atmosfera.
A atmosfera fica saturada com esse tipo de gás, que provoca o agravamento do efeito estufa. Cientistas e ambientalistas têm alertado para esse fenômeno que parece ser a principal causa do aquecimento global.
Efeito Estufa
  • O gás carbônico e outros gases permitem a passagem da luz do Sol, mas retêm o calor por ele gerado.
  • A queima de combustíveis fosseis e outros processos provocam acúmulo de gás carbônico no ar, aumentando o efeito estufa.
  • Por meio da fotossíntese de plantas e algas, ocorre a remoção de parte do gás carbônico do ar.